THEME
1 2 3 4 5 »
Pense, acredite, sonhe e atreva-se.
O mundo de Sophia
“Admiro pessoas humildes, que falam pouco, e que valorizam as coisas simples.”
Orquestrando.    

“Amar é colocar as necessidades de alguém antes das suas.”
Frozen

“Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre. E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor. Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém, e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto. Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho. Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento. E não brinque com ele.”
Mário Quintana. 

“Estou bem, só que não tenho apetite. Meus nervos costumam me dominar, especialmente aos domingos; é quando me sinto péssima. A atmosfera é sufocante e pesada como chumbo. Lá fora não se ouve um pássaro, e um silêncio mortal e opressivo paira sobre a casa e se gruda em mim, como se fosse me arrastar para as regiões mais profundas dos abismos subterrâneos. Em tempos assim, papai, mamãe e Margot não têm a menor importância para mim. Ando de cômodo em cômodo, subo e desço escadas e me sinto um pássaro de asas cortadas, que fica se atirando contra as barras da gaiola. “Me deixem sair para onde existem ar puro e risos!”, grita uma voz dentro de mim. Nem mesmo me incomodo mais em responder, só fico deitada no divã. O sono faz o silêncio e o medo terrível irem embora mais depressa, ajuda a passar o tempo, já que é impossível matá-lo.”
O Diário de Anne Frank. 

“Não acredito em almas gêmeas ou frutas pela metade, mas eu acho que a gente se pertence, de alguma forma. Eu sou dele, sempre vou ser, mesmo que me apaixone ou sinta tesão por outra pessoa. Não me importo que nesse meio tempo ele conheça outra garota, desde que não transe com ela. Sabe, eu amo ele, de verdade.”
Gabito Nunes. 


“A distância jamais afetará o jardim de sentimentos que há dentro de nós.”
Pablo Henrique Dantas. 


“Vai levantar mais um dia sem saber o que fazer? Vai chorar de novo por aquelas razões patéticas sem aprender nada com isso? Descontar seu mau-humor em quem não tem nada a ver? Vai ter medo de lembranças, sabendo que quase ninguém nasce pra ficar junto, ou se quer encontra a tão sonhada alma gêmea? Vai se submeter a ser o que os outros querem que seja? Seja você na frente das pessoas. Não esqueça daqueles que gostam de você, por ser você, faça algo para ser lembrado. Faça as coisas por si mesmo, mesmo que não saia como o planejado. Tente outra vez. Creia em Deus e faça seu destino. Compreenda as pessoas. Seja paciente com seus pais. Busque a felicidade. Pense que pode ser melhor, como se o mundo não seria igual sem você. Imagine como seria gostoso estar deitado em um oceano azul, transbordando. A vida é isso: leve e ingênua. Fez algo errado? Concerte. Brigou com o namorado ou namorada? Nada melhor que um pedido de desculpa carinhoso. O dia está difícil? Está espantado com o presente? Com medo de ecos ou lembranças nostálgicas? Está ferido por causa de uma ilusão amorosa? Ninguém sabe como você se sente, mesmo tendo um amigo leal em que pode desabafar? Acorda cinco da manhã olhando pro teto, desejando que alguém abrisse a porta do quarto e dissesse que é louco por você? Está com saudade? Saudade. A palavra em si já é dolorosa. Senta a beira do poço e pesque um pensamento bom, um sorriso alegre que tenha visto, mesmo que não seja da pessoa que você goste. Busque sentido na vida, ao invés de culpa-lá. O destino é incerto, não é o que dizem? Mas, tem caminhos, ruas… Destinos começam por aí. As coisas mudam quando se tem coragem. Desfaz o seu nó. Seja como a planta que não floriu, que tem dentro de si. Não esqueça de quem é, porque isso pode te levar pra longe, que chegará o momento que se perguntará qual foi o cruzamento, a escolha errada. Se ainda dará tempo de voltar, ou deixará morrer nisso mesmo.”
Máh Soares. 

“Eu não era assim antigamente. Costumava ser doce, prestativa e facilmente manipulável. Mas com os tombos da vida, temos que aprender a nos virar sozinhos e se levantar, então isso nos transforma, nos torna mais sábios e fortes.”
As vezes as mudanças são boas